segunda-feira, 30 de abril de 2012

CLUBE DO TORCEDOR AGRADECE AOS AMIGOS AMERICANOS



Our fan club thanks all those friends, athletes and entrepreneurs from the beginning, has visited the blog posts sharing the joy of true human passion: football.

Follow by email and stay with our projects and initiatives and inform friends about this relationship channel sports.

Thank you.

The Writing

LICENCIE SEUS PRODUTOS COM NOSSA MARCA

SIMPLESMENTE : SAUDADE

NA CABINE DO CLUBE DO TORCEDOR

Clássicos esquentam as finais regionais

Cinco Estados terão a rivalidade como maior ingrediente

 Redação Jornal Coletivo

Neymar novamente foi o nome do jogo e marcou os três gols da vitória santista sobre o São Paulo, ontem, pela semifinal do PaulistãoNeymar novamente foi o nome do jogo e marcou os três gols da vitória santista sobre o São Paulo, ontem, pela semifinal do Paulistão
Neste domingo (29) foram definidas as decisões dos principais Campeonatos Estaduais, com exceção do Paranaense, já que o confronto entre Atlético-PR e Coritiba já estava definido desde a semana passada. Além do dérbi curitibano, os clássicos nas finais estão confirmados em Bahia, Ceará, Rio de Janeiro e Santa Catarina. Já em Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo, os times menores surpreenderam e desbancaram favoritos. Pelo Paulista, o Santos irá em busca do tricampeonato contra o Guarani. O grande destaque da vitória do Santos sobre o São Paulo (3 x 1) foi Neymar, autor dos três gols.

Já no Carioca o destaque foi Loco Abreu, que marcou dois gols na vitória botafoguense sobre o Vasco na final da Taça Rio. O Alvinegro agora enfrenta o Fluminense, campeão da Taça Guanabara, na final do Campeonato Carioca. “É sempre bom vencer e hoje o time provou que tem um objetivo. Estamos trabalhando forte e, quando todos estão focados, as coisas dão certo”, disse o meia Maicosuel. No Gaúcho, o Internacional eliminou o Grêmio e decidirá o título com o Caxias, ganhador do primeiro turno. Atlético-MG e América-MG também farão um clássico pelo título mineiro. A única final pendente é a de Pernambucano. O Sport aguarda quem passar do duelo entre Santa Cruz e Salgueiro.

SANTOS E GUARANI - FINAL DO PAULISTÃO 2012

Santos e Guarani são finalistas por jogarem futebol, diz Vadão
30 de abril de 2012  09h27  atualizado às 09h49



O técnico Vadão disse que o Santos é muito superior ao Guarani, mas acredita no título. Foto: Rodrigo Vilalba/Divulgação
O técnico Vadão disse que o Santos é muito superior ao Guarani, mas acredita no título
Foto: Rodrigo Vilalba/Divulgação

Conhecido por valorizar o futebol ofensivo, o técnico Vadão atingiu sua primeira decisão de campeonato com menos de cinco meses no comando do Guarani. Nos próximos dois finais de semana, o time alviverde, que eliminou a arquirrival Ponte Preta, decide o Estadual com o Santos, que venceu o São Paulo, também no domingo.
O comandante bugrino vê semelhanças nos dois times: "ambos partem para cima e jogam futebol", afirmou. Após os 3 a 2 diante do Palmeiras nas quartas de final e os 3 a 1 contra a Ponte Preta, na semifinal, o Guarani se classificou para a grande final do Estadual, condição não atingida desde 1988. O título é inédito e será buscado diante de um time "muito superior".
"Santos e Guarani fizeram um campeonato procurando jogar futebol. O Santos vem fazendo isso há muito tempo, por isso é favorito. Mas chegar na final é merecido dos dois lados. O Santos é muito superior ao Guarani, sabemos disso. Tem vencido o Paulista há dois anos e tem tudo, mas dentro do campo nós temos chances e temos que sonhar", afirmou Vadão, confiante no poder de fogo do seu time.
Realista, o treinador admite que o Santos larga na frente por conta de a final ser realizada em duas partidas: "temos que falar a verdade: uma coisa é jogar dois jogos, outra é decidir em uma partida. Um time com o poder do Santos terá duas chances, mas nós nos programamos para ir até o final e vamos continuar".
O zagueiro Neto, companheiro de Domingos na zaga do Guarani, admite não saber a forma mais efetiva de marcar o santista Neymar, mas quer seu time focado na decisão: "a gente correu atrás de um risco muito grande e conseguiu ser superior à Ponte. Agora é respeitar o Neymar, a equipe do Santos toda, mas em final tudo pode acontecer. Não sei como se marca o Neymar. Ele faz o improviso dele e nós temos que fazer o nosso".
Campeonato Paulista - Série A2 
O Terra, maior empresa de Internet da América Latina, exibe ao vivo os jogos da Série A2 do Campeonato Paulista, uma das mais respeitadas e tradicionais competições do País. As partidas são narradas por Marcelo do Ó e comentadas por Ary Pereira Junior e Bruno Prado. Os internautas podem conferir tabelas, classificação e notícias do torneio, além de participar das transmissões por meio de comentários e mensagens via redes sociais.


FONTE PORTAL TERRA

HOMENAGEM AO NOSSO ETERNO CAMPEÃO

sábado, 28 de abril de 2012

CLUBE DO TORCEDOR É CONTRA A VIOLÊNCIA NOS ESTÁDIOS

CLUBE DO TORCEDOR - GALERIA DOS GRANDES CAMPEÕES

GUARANI E PONTE PRETA O DERBI CAMPINEIRO

Guarani e Ponte fazem "Dérbi do século". Relembre outros grandes jogos

Equipes disputaram duelos históricos pelo Paulistão e clássico para 39 mil pessoas no Pacaembu

Francisco De Laurentis, iG São Paulo 

"Será uma semifinal espetacular para o futebol campineiro. A cidade vai parar. Estou muito feliz com esse momento. É o 'Dérbi do século'", disse ao iG o ex-atacante Careca, um dos maiores ídolos da história bugrina. "Minha torcida é pelo Guarani. Porém, pelo que as duas equipes apresentaram até aqui, eu não sei quem ganha. O Guarani tem a vantagem de jogar em casa, mas no Dérbi não existe favorito", completou.
Foto: Gazeta PressGuarani de 1978: (em pé) Miranda, Zé Carlos, Mauro, Neneca, Édson e Gomes (agachados) Capitão, Renato, Careca, Zenon e Bozó
"Dérbi sempre é um jogo muito importante, mas esse é ainda mais, por ter a classificação em jogo. É uma grande oportunidade para as equipes voltarem a ter chance de disputar o título, além do que ambos estão muito bem e fizeram boas campanhas", opinou ao iG o ex-zagueiro Oscar, que fez história com a camisa alvinegra. "A Ponte é um time mais compacto, e acho que ganha. Como ponte-pretano e com todo respeito ao Guarani e ao meu amigo Careca, acho que a Ponte leva", palpitou.
Foto: Gazeta PressÍdolo, ex-zagueiro Oscar aposta na Ponte Preta
Apesar da confiança, Oscar admite que vencer o Dérbi vai além de simplesmente jogar melhor: "Joguei muitos Dérbis e continuo acompanhando. Sempre quando chega no Dérbi um time está bem e o outro mal, e desta vez é atípico, pois os dois estão bem. Vamos ver o que vai acontecer, é totalmente imprevisível. Dérbi você nunca sabe o que vai dar, pois tudo muda. Entra a parte psicológica, torcida, pressão..."
REVELAÇÃO: 'Novo Careca' é aposta do Guarani para vencer o Paulistão 

Mas, para Careca, quem sair vitorioso da batalha pode até sonhar com a taça inédita. "Apesar dos elencos de São Paulo e Santos serem melhores, tudo pode acontecer na decisão. Quem vencer o Dérbi vai chegar muito embalado para conquistar o título". A Ponte Preta já foi cinco vezes vice-campeã do Estadual (1970, 1977, 1979, 1981 e 2008), enquanto o Guarani também ficou em 2º lugar em uma ocasião: 1988. Domingo, o "Dérbi do século" decidirá quem terá mais uma chance de buscar o sonhado título do Campeonato Paulista.Relembre outros grandes jogos dessa história centenária:
24/03/1912 - estádio da Vila Industrial - Amistoso 
Guarani ? x ? Ponte Preta
O primeiro Dérbi da história, disputado ainda quando o futebol começava a ganhar adeptos no país, não tem resultado conhecido. No dia 24 de março de 1912, um domingo, no antigo campo da Vila Industrial, Guarani e Ponte Preta deram início àquele que é um dos maiores clássicos do futebol brasileiro.
Foto: Gazeta PressPonte de 1977: (em pé) Odirlei, Jair, Vanderlei, Oscar, Carlos e Polozi (agachados) Lúcio, Marco Aurélio, Rui Rei, Dicá e Tuta


Torcedores mais antigos do time alviverde asseguram que o jogo terminou empatado em 1 a 1, enquanto ponte-pretanos das antigas afirmam que o duelo terminou em triunfo alvinegro por 1 a 0. Por falta de provas, a polêmica persiste até hoje, e provavelmente nunca terá fim.
28/08/1914 - estádio do Distrito de Souzas - Amistoso 
Guarani 2 x 0 Ponte Preta
Apenas dois anos depois do primeiro Dérbi, o clássico já mostrava que seria para sempre de muita rivalidade. A primeira confusão aconteceu em um amistoso disputado em agosto de 1914, quando o amadorismo ainda reinava no futebol do país. O Guarani vencia por 1 a 0 quando foi marcado um pênalti a seu favor. Revoltados, os ponte-pretanos discordaram e ordenaram a retirada do time, dando início à confusão nas arquibancadas do campo do Distrito de Souzas. A briga ainda continuaria nas ruas de Campinas.

O evento, porém, não teve nada de parecido com os violentos confrontos que marcaram alguns dos últimos Dérbis. "É importante dizer que a violência de 1914 não tem nada a ver com a de hoje, das torcidas organizadas. Foi uma confusão de jogo. Naquela época, os times é que levavam a arbitragem para o jogo, e o Guarani levou o Nagib José. A Ponte não aceitou um pênalti que ele marcou, reclamou da arbitragem e aí começou a briga", explica o historiador José Moraes dos Santos Neto. Anos mais tarde, Nagib José tornou-se sócio do Guarani.
Foto: ReproduçãoNa inauguração do estádio Moisés Lucarelli, em 1948, a Ponte Preta foi derrotada pelo Guarani
26/09/1948 - estádio Moisés Lucarelli - Campeonato Paulista 
Ponte Preta 0 x 1 Guarani 
Inscrita no Campeonato Paulista após anos no amadorismo, a Ponte Preta vislumbrava o crescimento e  armou grande festa para a inauguração do estádio Moisés Lucarelli, o "Majestoso". O convidado, no entanto, não poderia ter sido mais estraga prazeres. Na visita à nova casa da rival, o Guarani venceu por 1 a 0 e impôs à equipe alvinegra uma derrota em seu primeiro jogo na nova casa.
07/06/1953 - estádio Brinco de Ouro da Princesa - Taça Cidade de Campinas 
Guarani 0 x 3 Ponte Preta 
A resposta da Ponte Preta veio cinco anos depois. Também querendo crescer, o Guarani construiu o Brinco de Ouro da Princesa a menos de um quilômetro do Moisés Lucarelli. Na inauguração, disputou Dérbi contra a grande rival, válido pela Taça Cidade de Campinas, e se deu mal. Com uma vitória por 3 a 0, a Ponte se vingou e impôs o revés aos alviverdes em sua primeira partida na nova arena.
05/06/1960 - estádio Brinco de Ouro de Princesa - Amistoso 
Guarani 6 x 0 Ponte Preta
Os placares de Dérbis entre Guarani e Ponte Preta costumam sempre ser apertados, mas esse jogo foi uma exceção. Jogando o amistoso em casa, a equipe alviverde não tomou conhecimento do rival e triturou por 6 a 0, na que é até hoje a maior goleada dos 100 anos de clássico. A maior derrota imposta pela Ponte ao rival foi 4 a 0, feito repetido três vezes durante os anos 1940 e 1950.
03/06/1979 - estádio do Pacaembu - Campeonato Paulista 
Guarani 2 x 0 Ponte Preta
O Dérbi de maior público na história em disputado em campo neutro. Em junho de 1979, 38.948 torcedores acompanharam a vitória por 2 a 0 do Guarani (então campeão brasileiro) sobre a Ponte Preta (que havia sido vice-campeã paulista em 1977) no estádio do Pacaembu, em São Paulo. A partida foi válida pelo terceiro turno do Paulistão 1979.
Foto: Gazeta PressJornal "A Gazeta Esportiva" anuncia o Dérbi campineiro no Pacaembu. Jogo teve público recorde
Em campo, estiveram presentes craques como o goleiro Carlos e o meia Dicé, pela Ponte, e o meia Zenon e o atacante Carca, pelo Guarani. Naquela tarde, os torcedores campineiros invadiram a capital paulista em táxis, carros e ônibus, que acabaram congestionando a dodovia Anhanguera. O triunfo do Guarani foi construído com um gol em cada tempo: Capitão abriu o placar e Zenon fechou a conta.
30/01/1980 - estádio Brinco de Ouro da Princesa - Campeonato Paulista 
Guarani 0 x 1 Ponte Preta 
O encontro valia pela semifinal do Campeonato Paulista de 1979, mas foi disputado só no início de 1980, por causa de uma briga do Corinthians com a FPF (Federação Paulista de Futebol). O Guarani tinha a vantagem de decidir em casa, mas foi derrotado pela rival tanto no jogo de ida quanto na volta: 2 a 1 no Moisés Lucarelli e 0 a 1 no Brinco de Ouro.
Foto: ReproduçãoTorcedor do Ponte Preta "conquista" o Brinco de Ouro da Princesa após a épica vitória em 1980
Jogando na casa bugrina, a Ponte Preta foi pressionada pelo Guarani durante praticamente toda a partida. O alívio só veio quando Toninho conseguiu um cruzamento que parecia impossível e Osvaldo mergulhou para sacramentar a vitória alvinegra. Ao fim do jogo, uma cena épica: um torcedor da Ponte invadiu o gramado do Brinco de Ouro e fincou uma bandeira alvinegra no meio-campo, "conquistando" o território rival.
05/08/1981 - estádio Moisés Lucarelli - Campeonato Paulista 
Ponte Preta 3 x 2 Guarani 
Pela final do primeiro turno do Paulistão 1981, a Ponte Preta havia empatado com o Guarani por 1 a 1, em pleno Brinco de Ouro, no jogo de ida. No Moisés Lucarelli lotado, deu mais uma mostra de sua força e bateu o rival por 3 a 2 (gols de Osvaldo, Serginho e Odirlei para a Ponte, e de Ângelo e Jorge Mendonça para o Guarani), classificando-se para a decisão do Estadual, na qual acabaria derrotada mais uma vez pelo Corinthians.
O duelo ficou marcado pela falha do goleiro Birigui, do Guarani. Quando o placar marcava 1 a 1, o arqueiro "salvou" uma bola que ia saindo para escanteiro e deixou limpa para Serginho colocar a equipe da casa novamente na frente. O bugrino Jorge Mendonça ainda igualou o placar novamente, mas Odirleim perto do apito final, fez  de perna esquerda o gol da vitória por 3 a 2, que deu à Ponte o título do primeiro turno do Estadual.
28/10/2002 - estádio Brinco de Ouro da Princesa - Campeonato Brasileiro 
Guarani 2 x 4 Ponte Preta 
Neste duelo, a Ponte Preta colocou fim ao mais longo tabu da história do Dérbi. A equipe alvinegra não vencia o rival desde 1987, e conquistou grande vitória de virada: 4 a 2, após sair perdendo por 2 a 0. A partida também ficou marcada por um violento confronto pré-jogo, que fez o árbitro Paulo César de Oliveira atrasar o apito inicia em 15 minutos.
Foto: AETorcedores da Ponte Preta comemoram a vitória de virada em 2002, que acabou com tabu de 15 anos
Em campo, o Guarani abriu vantagem com Sérgio Alves e João Paulo, com o Marinho e Lucas empatando ainda no primeiro tempo. Na etapa complementar, a partida permanecia empatada e parecia que ia ficar mesmo no 2 a 2, mas Basílio, completanto bom contra-ataque e Elivélton, de pênalti, deram a vitória por 4 a 2 à Ponte - que terminaria o Brasileirão em 13º lugar - e lavaram a alma dos torcedores alvinegros. O Guarani encerrou o campeonato em 16º.
29/04/2012 - estádio Brinco de Ouro da Princesa - Campeonato Paulista 
Guarani x Ponte Preta
Após eliminarem Corinthians (vitória ponte-pretana por 3 a 2 no Pacaembu) e Palmeiras (triunfo burgrino por 3 a 2 no Brinco de Ouro), Guarani e Ponte Preta ganharam o direito de fazer a semifinal do Paulistão em pleno centenário do Dérbi. Será o 189º jogo da história do clássico. O jogo 188, umempate por 1 a 1 , aconteceu na fase de classificação, com presença de 7.143 torcedores.
Por ter feito melhor campanha na fase de classificação, o clube alviverde jogará em casa e terá ampla maioria dos torcedores. Os alvinegros só terão direito a 1.456 ingressos, já esgotados. O vencedor do "Dérbi do século" enfrenta quem passar de São Paulo x Santos na decisão do Campeonato Paulista, título nunca conquistado pelas equipes de Campinas.
O policiamente foi reforçado antes do clássico. Foto: Futura Press
1/7
*colaboraram João Pontes e Bruno Fávero, iG São Paulo